Mais de 23 mil crianças devem ser vacinadas contra poliomielite neste sábado (18)


17 de junho de 2011 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Saúde



A gotinha contra paralisia é para todas as crianças menores de cinco anos. (José Aparecido dos Santos)

Toda criança menor de cinco anos de idade deve receber a dose de vacina Sabin neste sábado, dia 18, durante a Campanha Nacional de Vacinação Infantil. A dose de vacina imuniza contra a poliomielite (paralisia infantil) e poderá ser encontrada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e unidades do Programa de Saúde da Família, das 8 às 17 horas.

Haverá postos, ainda, na região rural do Caxambu, com atendimento no Centro Educacional da Cultura Italiana João Fumachi, das 8h15 às 10h15 e na Adega Fontebasso, na avenida Humberto Cereser, 7405, das 10h30 às 12 horas. A vacinação vai ocorrer também na EMEB Odila Richter, no bairro Bom Jardim, das 13 às 15 horas, e no Parque de Corrupira, das 15h30 às 17 horas.

De acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Maria do Carmo Possidente, além de doses da vacina contra paralisia infantil, crianças de 1 a 6 anos de idade poderão também receber a vacina contra o sarampo. Segundo a enfermeira, a vacinação contra sarampo estava programada para agosto, mas o Ministério da Saúde antecipou a ação em oito estados brasileiros devido ao registro de casos da doença em 2011.

Em Jundiaí, a expectativa é de vacinar 23.488 crianças contra a paralisia infantil e 27.361 contra o sarampo. Os vírus das duas doenças estão circulando e a vacinação é a forma mais eficaz de prevenção. Em 2010 foram notificados 1.291 casos de paralisia infantil no mundo e no primeiro trimestre de 2011 ocorreram 102 casos. O Brasil desde 1989 não registra casos da doença, mas há registros de casos em 30 países da União Européia.

Quanto ao sarampo, o Brasil ficou quatro anos sem registro de casos da doença. Em 2010 ocorreram surtos da doença em três estados: Pará, Rio Grande do Sul e Paraíba. Em 2011 foram notificados nove casos, sendo um em Campinas (SP), um no Mato Grosso do Sul, dois no Rio Grande do Sul, quatro no Rio de Janeiro e um no Distrito Federal.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Jundiaí.

Comentários