A bela Avenida


29 de julho de 2011 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Voto Consciente



As obras duraram mais de dois anos e não foi difícil perceber que aos poucos estava sendo construído um dos cartões postais da nossa cidade, e assim será.

Os transtornos causados por conta de sua reforma, que dificultaram o dia-a-dia de moradores e comerciantes da região, e da população de uma maneira geral, serão esquecidos por muita gente frente ao deslumbre paisagístico.

Quando passo pelos trechos novos e transformados, fico tomado por um sentimento estranho, farei um esforço aqui para traduzi-lo com as minhas palavras.

Num primeiro instante fico maravilhado, acho tudo cheio de beleza e exuberância, um ar de modernidade, como se fosse transportado para locais que tenho em mente de outras cidades. E olha que ainda estão faltando as conclusões das obras do novo shopping da rede Multiplan e de outros edifícios comerciais luxuosos. Mas em seguida já caio em outro bairro e aquele pequeno trecho fica parecendo ser apenas um recorte perante o todo de Jundiaí. É como se uma coisa não combinasse com a outra, são imagens arquitetônicas em estilos e estéticas muito diferentes umas das outras. Então tudo soa meio falso para mim, como se este trecho da avenida saísse de um conto de fadas.

Li algumas críticas sobre as obras, mas não sei se procedem porque não sou especialista em urbanização. Alguns dizem que os benefícios são apenas visuais e sem muitas mudanças para o trânsito em geral, que o foco foi mesmo a especulação imobiliária e que os recursos oriundos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) deveriam ter sido empregados em outras áreas com problemas emergenciais. Outros dizem que o aumento da profundidade e a diminuição da largura do córrego podem ocasionar graves transtornos no futuro em relação ao desassoreamento e a própria segurança no caso de acidentes com veículos.

A prefeitura diz ter feito o projeto de acordo com as normas do meio-ambiente e que o objetivo foi resolver as enchentes e melhorar o trânsito da região.

O tempo irá mostrar o que de fato foi bom e ruim neste grande investimento. Mas que a bela paisagem não nos cegue para os problemas neste e em outros pontos da cidade.

Por: João Carlos De Luca, músico e radialista.
Mais informações: www.joaocarlosdeluca.com.

Comentários