Diretores de filmes de super heróis


7 de julho de 2011 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Nerds falam sobre...



Enquanto meu artigo anterior discutia sobre os atores de renome que vieram (ou virão) a fazer parte de filmes baseados em quadrinhos, é certo que nenhum desses atores teriam se saído tão bem se não fosse a força de um diretor competente por trás das câmeras.

Mais uma vez usando o exemplo do recente filme Thor, a Marvel surpreendeu a todos escalando Kenneth Branagh para dirigir o filme. Branagh é conhecido por suas longas e extravagantes adaptações das peças de William Shakespeare para as telas de cinema. Ele não só atua nelas, mas também as dirige e roteiriza.Blockbusters de super heróis não são exatamente a praia do diretor, então foi interessante ver qual abordagem o cineasta iria trazer para o filme de Thor.

No vindouro Capitão América – O Primeiro Vingador, o diretor escolhido foi o veterano Joe Johnston. Seu currículo é tão extenso quanto diverso. Desde os clássicos de aventura como Rocketeer, Jumanji, Jurassic Park 3 e Querida Encolhi as Crianças ao drama O Céu de Outubro e o terror O Lobisomem. Johnston é conterrâneo de Steven Spielberg e aprendeu muito com este. Com a aventura do Capitão América se passando em plena Segunda Guerra Mundial, nada como ter na direção do filme um discípulo do criador de Indiana Jones não é?

Mas o cinema de quadrinhos não é feito apenas de veteranos. Novatos expressivos que hoje são grandes nomes, surgiram desse segmento de cinema. Tim Burton, antes de ser conhecido por seus filmes góticos e sua parceria com Johnny Depp, mostrou ao mundo o seu nome e seu estilo em nada menos que o filme Batman, que foi o maior sucesso de 1989 e levou o nome de Burton para a classe A de cineastas de Hollywood. Em um caso mais recente, o ator e diretor Jon Favreau já tinha realizado alguns filmes de menor expressão antes de conseguir o emprego de diretor no clássico moderno Homem de Ferro. Três anos e dois filmes depois, Favreau conseguiu respeito da Marvel e de Hollywood por ser um diretor com um forte senso de visual e estilo de narrativa. Seu próximo filme, Cowboys e Aliens, é um dos mais aguardados de 2011. E menciono também Zack Snyder, cujo trabalho em 300 e Watchmen é digno de aplausos pra dizer o mínimo.

Não poderia deixar de falar de dois cineastas que foram cruciais para todo o cinema baseado em quadrinhos: Richard Donner e Christopher Nolan. Donner, nos anos 70 com o seu Superman – O Filme, definiu muitos parâmetros de como deve ser um filme de origem de super herói. Mas o principal de tudo foi a seriedade com que ele levou o material de Superman. Sem Donner na direção do filme, Superman poderia ter descambado para uma comédia pastelão (o que acabou acontecendo nos filmes seguintes, sem Donner), mas o que acontece é o contrário. Superman é épico e até hoje é visto como um clássico não só de super heróis, mas de toda a Sétima Arte. Chris Nolan, por sua vez introduziu o conceito de “reboot” em Hollywood com o seu Batman Begins. Levando o realismo de Richard Donner ao pé da letra, Nolan realizou seus dois filmes do Batman com seu roteiro fortemente calcado na realidade, tornando possível acreditar que Batman poderia existir no nosso mundo. E convenhamos, quão legal é imaginar Batman em cima de um prédio, fazendo a sua vigília noturna. (Quando era criança, imaginava ele na 9 de julho =D)

Por hoje é só pessoal. Até a próxima!

Comentários