Bolo Molhado de Chocolate Amargo


21 de abril de 2011 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Bora pra Cozinha!



Bora pra Cozinha!A páscoa vem chegando e mais uma vez —como todos os anos— seremos atacados por chocolates de todas as formas, cores e tamanhos. Todo ano é assim, o Brasil derretendo de calor e os ovos de páscoa enfeitados, coloridos, e variados enchem as gôndolas dos supermercados à espera dos consumidores, que certamente não os deixarão de levar para casa.

Todo ano é a mesma coisa, certo? Que tal dessa vez pensar um pouquinho na saúde e, já que se vai comer chocolate, que seja um que lhe faça bem? Existem centenas de estudos feitos nas últimas décadas sobre os benefícios do chocolate amargo (já explico o que é) para nossa saúde. Só para citar alguns, existem estudos que tratam dos benefícios do chocolate como redutor de risco de ataques cardíacos, estimulante da memória, redutor da fadiga, é afrodizíaco, além de possuir alto número de antioxidantes que, em outras palavras, noa fazem viver mais. Se esses estudos são confiáveis não sabemos, mas é uma ótima desculpa para comer chocolate!

Agora, tem que ser o chocolate amargo e vou explicar o porque. O chocolate pode ser dividido grosseiramente em três categorias: ao leite, amargo e branco. O chocolate branco não é exatamente chocolate, pois não contém massa de cacau (se contivesse seria escuro, pois a massa de cacau é quem confere a cor ao chocolate). Bem, o chocolate branco é feito de manteiga de cacau, leite e açúcar, basicamente. O chocolate ao leite, por sua vez, é composto de massa de cacau, manteiga de cacau, leite e açúcar, na teoria. Na prática, a manteiga de cacau é substituída em parte por gordura vegetal hidrogenada na grande maioria dos chocolates produzidos no Brasil, porque o torna mais estável e menos propenso a derreter ao calor do sol. O chocolate ao leite possui entre 20% a 39% de massa de cacau em sua composição.

O chocolate meio-amargo possui um pouco menos de leite e entre 40 a 55% de massa de cacau, e o chocolate amargo não possui leite nenhum. A quantidade de massa de cacau no chocolate amargo varia de 56 a 99%. A experiência de provar um chocolate com altíssima concentração de cacau pode não ser muito acolhedora: quanto mais forte em cacau, menos açúcar o chocolate conterá. Prepare um copo d’água para acompanhar!

Bolo Molhado de Chocolate Amargo
(ou Moelleux au Chocolat aux Noix, adaptada de www.moelleux-au-chocolat.fr)

Experimenta e me fala se aquele outro é mesmo o melhor bolo de chocolate do mundo... (Foto: Andrea Rodriguez)

Essa é uma receita francesa de bolo de chocolate que fica bem molhadinho. Como quase tudo na culinária francesa, essa receita pede muita manteiga e se torna bem calórica. Não substitua a manteiga por margarina de jeito nenhum, se estiver de dieta, coma só um pedacinho…

Dicas: para saber se o bolo está no ponto, faça o teste encostando a ponta dos dedos com cuidado na superfície do bolo, nas bordas e no centro. Nas bordas a massa deverá estar firme e no centro, mole como um pudim, mas sem sujar o dedo.
Esse bolo não pode ser deserformado, pois se quebrará. Caso você queira deserformá-lo, asse-o em assadeira com fundo removível forrando o fundo e as laterais com papel manteiga.

Se for guardado em geladeira, deixe-o voltar a temperatura ambiente antes de servir.

Rende 8 porções

Ingredientes:
200g chocolate amargo 70% em gotas ou picado
150g manteiga com sal
4 ovos grandes inteiros
150g açúcar mascavo
50g farinha de trigo
50g castanhas ou nozes picadas (opcional)

Preparo:
1. Pré-aqueça o forno em 180C. Unte com manteiga e polvilhe açúcar uma assadeira redonda (20cm). Reserve.
2. No microondas ou em banho-maria, derreta o chocolate.
3. Em uma panela pequena, derreta a manteiga, cuidando para não queimá-la. Desligue o fogo.
4. Na batedeira, bata os ovos com o açúcar mascavo, até ficar um creme claro e fofo, cerca de 3 minutos.
5. Ainda com a batedeira ligada, adicione a manteiga derretida e bata para misturar.
6. Desligue a batedeira. Adicione o chocolate derretido, a farinha e as castanhas, caso as esteja utilizando. Misture com uma espátula com cuidado, até que a mistura se torne homogênea.
7. Deite a mistura na forma e asse por 25-30 minutos. Faça o teste para saber se o bolo está pronto. O tempo de forno pode variar conforme o modelo do seu fogão, e é imprescindível não deixar o bolo assar demais.
8. Retire imediatamente do forno e o coloque para esfriar sobre uma grade. Sirva em temperatura ambiente.

A páscovem chegando e mais uma vez – como todos os anos – seremos atacados por
chocolates de todas as formas, cores e tamanhos. Todo ano é assim, o Brasil derretendo
de calor e os ovos de páscoa enfeitados, coloridos, e variados enchem as gôndolas dos
supermercados à espera dos consumidores, que certamente não os deixarão de levar para
casa.
Todo ano é a mesma coisa, certo? Que tal dessa vez pensar um pouquinho na saúde e, já
que se vai comer chocolate, que seja um que lhe faça bem? Existem centenas de estudos
feitos nas últimas décadas sobre os benefícios do chocolate amargo (já explico o que é) para
nossa saúde. Só para citar alguns, existem estudos que tratam dos benefícios do chocolate
como redutor de risco de ataques cardíacos, estimulante da memória, redutor da fadiga, é
afrodizíaco, além de possuir alto número de antioxidantes que, em outras palavras, noa fazem
viver mais.
Se esses estudos são confiáveis não sabemos, mas é uma ótima desculpa para comer
chocolate, certo?
Agora, tem que ser o chocolate amargo e vou explicar o porque. O chocolate pode ser dividido
grosseiramente em três categorias: ao leite, amargo e branco. O chocolate branco não é
exatamente chocolate, pois não contém massa de cacau (se contivesse seria escuro, pois
a massa de cacau é quem confere a cor ao chocolate). Bem, o chocolate branco é feito de
manteiga de cacau, leite e açúcar, basicamente. O chocolate ao leite, por sua vez, é composto
de massa de cacau, manteiga de cacau, leite e açúcar, na teoria. Na prática, a manteiga
de cacau é substituída em parte por gordura vegetal hidrogenada na grande maioria dos
chocolates produzidos no Brasil, porque o torna mais estável e menos propenso a derreter
ao calor do sol. O chocolate ao leite possui entre 20% a 39% de massa de cacau em sua
composição.
O chocolate meio-amargo possui um pouco menos de leite e entre 40 a 55% de massa de
cacau, e o chocolate amargo não possui leite nenhum. A quantidade de massa de cacau no
chocolate amargo varia de 56 a 99%. A experiência de provar um chocolate com altíssima
concentração de cacau pode não ser muito acolhedora: quanto mais forte em cacau, menos
açúcar o chocolate conterá. Prepare um copo d’água para acompanhar! 

Bolo Molhado de Chocolate Amargo (ou Moelleux au Chocolat aux Noix)
(Adaptada de www.moelleux-au-chocolat.fr)

Essa é uma receita francesa de bolo de chocolate que fica bem molhadinho. Como quase tudo
na culinária francesa, essa receita pede muita manteiga e se torna bem calórica. Não substitua
a manteiga por margarina de jeito nenhum, se estiver de dieta, coma só um pedacinho…
Dicas: para saber se o bolo está no ponto, faça o teste encostando a ponta dos dedos com
cuidado na superfície do bolo, nas bordas e no centro. Nas bordas a massa deverá estar firme
e no centro, mole como um pudim, mas sem sujar o dedo.
Esse bolo não pode ser deserformado, pois se quebrará. Caso você queira deserformá-
lo, asse-o em assadeira com fundo removível com o fundo e as laterais forrados com papel
manteiga.

Se for guardado em geladeira, deixe-o voltar a temperatura ambiente antes de servir.

Rende 8 porções

Ingredientes:
200g chocolate amargo 70% em gotas ou picado
150g manteiga com sal
4 ovos grandes inteiros
150g açúcar mascavo
50g farinha de trigo
50g castanhas ou nozes picadas (opcional)

Preparo:
1. Pré-aqueça o forno em 180C. Unte com manteiga e polvilhe açúcar uma assadeira redonda
(20cm). Reserve.
2. No microondas ou em banho-maria, derreta o chocolate.
3. Em uma panela pequena, derreta a manteiga, cuidando para não queimá-la. Desligue o fogo.
4. Na batedeira, bata os ovos com o açúcar mascavo, até ficar um creme claro e fofo, cerca de
3 minutos.
5. Ainda com a batedeira ligada, adicione a manteiga derretida e bata para misturar.
6. Desligue a batedeira. Adicione o chocolate derretido, a farinha e as castanhas, caso
as esteja utilizando. Misture com uma espátula com cuidado, até que a mistura se torne
homogênea.
7. Deite a mistura na forma e asse por 25-30 minutos. Faça o teste para saber se o bolo está
pronto. O tempo de forno pode variar conforme o modelo do seu fogão, e é imprescindível não
deixar o bolo assar demais.
8. Retire imediatamente do forno e o coloque para esfriar sobre uma grade. Sirva em
temperatura ambiente.

Comentários
  1. Vanessa Stefaneli disse em 27 de abril de 2011 9h40:

    Parabéns pela matéria e tbm pela receita … ! 😀

  2. Báarbara disse em 6 de julho de 2012 12h08:

    posso trocar o açucar mascavo pelo refinado ?

    1. Andrea Rodriguez disse em 6 de julho de 2012 18h08:

      Pode sim, Bárbara. Mas certamente o sabor não será o mesmo. O açúcar mascavo, por ser bruto, possui um sabor mais acentuado de caramelo, o que não ocorre com o refinado. Mas arrisque! Ruim não vai ficar.

      Abraço!

  3. Bruna Carvalho disse em 17 de julho de 2013 2h34:

    O bolo tem que sair do forno sequinho ou molhado?? Quando eu enfiar o palito ele deve sair sequinho ou molhado? como vou saber se ta bom… no ponto certo?

    1. Andrea Rodriguez disse em 22 de julho de 2013 20h38:

      Bruna,
      Você não deve fazer o teste com palito.
      Para saber se o bolo está no ponto, faça o teste encostando a ponta dos dedos com cuidado na superfície do bolo, nas bordas e no centro. Nas bordas a massa deverá estar firme e no centro, mole como um pudim, mas sem sujar o dedo.
      Esse bolo não pode ser deserformado, pois se quebrará. Caso você queira deserformá-lo, asse-o em assadeira com fundo removível forrando o fundo e as laterais com papel manteiga.